terça-feira, 1 de setembro de 2009

JOANA D'ARC, A SANTA GUERREIRA






Jeanne d'Arc fr / The Messenger: The Story of Joan of Arcen (br: Joana d'Arc de Luc Besson / pt: Joana d'Arc) é um filme francês e estadunidense de 1999, do gênero drama biográfico, dirigido por Luc Besson.
O filme foi produzido pela Gaumont e distribuído pela Columbia Pictures e pela Sony Picture Entertainment. Foi produzido por Patrice Ledoux e a trilha sonora é de Eric Serra.



Sinopse
Em 1412, nasce em Domrémy, na França, uma menina chamada Joana. Ainda jovem, ela desenvolve uma fé tão intensa e fora do comum que fazia se confessar várias vezes por dia.
Eram tempos muito difíceis, pois a Guerra dos Cem Anos com a inimiga de sempre Inglaterra prolongava-se desde 1337. Em 1420, Henrique V e Carlos VI de França assinam o Tratado de Troyes, declarando que após a morte do rei, a França pertencerá a Inglaterra. Todavia, ambos os reis morrem e Henrique VI é o novo rei dos dois países rivais, mas tem poucos meses de idade e Carlos, o delfim de França, não deseja entregar de mãos beijadas o seu reino a uma criança.
Desta forma, os ingleses invadem o país e ocupam Compiègne, Reims e Paris, com o rio Loire conseguindo deter o avanço dos invasores. Carlos foge para Chinon, mas ele quer é ir para Reims, onde por tradição os soberanos franceses são coroados, mas como os ingleses dominam toda a região envolvente, isto torna-se um problema grave para ser contornado. Até que aparece Joana que, além de se auto-intitular a "Donzela de Lorraine" tinha uma determinação e fé inabalável e dizia que estava numa missão divina para libertar a França da opressão dos ingleses.
Desesperado por uma solução, o delfim finalmente aceita lhe dar um exército, com o qual ela consegue recuperar a cidade de Reims, onde o delfim é coroado rei, Carlos VII de França. Mas se finalmente para ele os problemas tinham acabado, para Joana seria o início do fim.


Trailer do filme


Elenco
Milla Jovovich .... Joana d'Arc
Dustin Hoffman .... Consciência
Faye Dunaway .... Yoland D'Aragon
John Malkovich .... Carlos VII
Tchéky Karyo .... Dunois
Pascal Greggory .... Duque de Alençon
Vincent Cassel .... Gilles de Rais
Desmond Harrington .... Aulon
Timothy West .... Cauchon
Rab Affleck .... Comrade
Edwin Apps .... bispo
Richard Ridings .... La Hire
David Bailie .... juiz inglês
David Barber .... juiz inglês










Contexto histórico

Joana d'Arc é contemporânea da Guerra dos Cem Anos, longa disputa entre Inglaterra e França. Heroína dessa guerra, foi presa pelos borguinhões e condenada à fogueira por prática de bruxaria. Contudo, cinco séculos depois, o processo que a condenou foi invalidado ela foi canonizada como santa pelo Papa Bento XV.

HISTÓRIA NA MÍDIA O Portal de Notícias da Globo
04/04/07 - 17h11 - Atualizado em 04/04/07 - 17h48

Restos de 'Joana d'Arc' pertenciam a múmia
Cientista forense da França usou análise química e 'cheiradores' para descoberta.Supostos ossos queimados na verdade foram tratados com resina e betume.
Da France Presse




Restos da heroína estão guardados em museu de Chinon, na França. (Foto: Nature/Reprodução)



Os supostos restos da heroína francesa Joana d'Arc, conservados numa cidade do centro da França, são na realidade fragmentos de uma múmia egípcia, revela um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo site da revista britânica "Nature".

Os fragmentos humanos aparentemente queimados, misturados a pequenos pedaços de madeira e de tecido e a pólen de pinheiro, foram apresentados em 1867 como pertencentes à heroína condenada à fogueira por heresia no ano de 1431, após ter liderado a resistência da França contra a ocupação inglesa. Várias pesquisas realizadas no século passado para determinar sua verdadeira origem forneceram resultados divergentes. Segundo a "Nature", o cientista forense Philippe Charlier, do Hospital Raymond Poincaré em Garches, perto de Paris, chegou à pista da múmia através de exames muito originais. Grandes perfumistas já haviam afirmado ter sentido junto aos restos um leve odor de baunilha - um perfume produzido pela "decomposição de um corpo", não por sua cremação, destaca Philippe Charlier. "E isso corresponde ao cheiro exalado por uma múmia." Uma análise microscópica e química do fragmento de costela mostrou, além disso, que não havia sido queimado, mas impregnado de um "produto vegetal e mineral" de cor negra. "Não se trata de um tecido humano queimado", acrescentou o cientista forense.

Apesar de queimada por sentença da Igreja, Joana D'Arc seria declarada santa. (Foto:Reprodução)







Além disso, não havia pinheiros na Normandia (nordeste da França) no momento da morte de Joana d'Arc, e o pólen dessa espécie de árvore encontrado nas relíquias é uma outra prova. A resina do pinheiro era usada no Egito nas cerimônias de embalsamamento. Finalmente, um estudo com carbono-14 (método de decaimento radioativo que permite estimar a idade de restos de matérias orgânica) data os restos entre os séculos 6 a.C. e 3 a.C. -- época em que os egípcios ainda mumificavam seus mortos. Charlier lembra que, na Idade Média, alguns medicamentos eram produzidos na Europa a partir de múmias. Assim, uma delas poderia ter sido usada para fabricar a falsa relíquia da santa.Joana d'Arc, uma camponesa nascida em 1412, conseguiu reunir tropas para combater os ocupantes ingleses, mas foi capturada e condenada à fogueira com a idade de 19 anos. Ela foi canonizada em 1920 pela Igreja Católica.



Joana D'Arc comandando o exército francês na Guerra dos Cem Anos contra a Inglaterra.
Cartaz do filme Joana D'Arc.



Joana D'Arc sendo condenada à morte na fogueira pela Inquisição sob a acusação de heresia.



Música e História

Eu Não Matei Joana D'arc
Camisa de Vênus
Composição: Gustavo Mullem - Marcelo Nova




Eu nunca tive nada
Com Joana Darc
Nós só nos encontramos
Prá passear no parque...
Ela me falou

Dos seus dias de glória
E do que não está escrito
Lá nos livros de história...
Que ficava excitada

Quando pegava na lança
E do beijo que deu
Na rainha da França...
Agora todos pensam

Que fui eu que a cremei
Mas eu não sou piromaníaco
Eu juro que não sei...
Ontem eu nem a vi

Sei que não tenho um álibi
Mas eu!
Eu não matei Joana Darc...(2x)
Eu nunca tive

Nada, nada, nada
Com Joana Darc
Nós só nos encontramos
Prá passear no parque...
Ela me falou

Que andava ouvindo vozes
Que prá conseguir dormir
Sempre tomava algumas doses...
Uma rede internacional

Iludiu aquela menina
Prometendo a todo custo
Transformá-la em heroína...
Agora eu tô entregue

À CIA e à KGB
Eles querem que eu confesse
Mas eu nem sei o quê...
Ontem eu nem a vi

Sei que não tenho um álibi
Mas eu!Eu não matei Joana Darc...(2x)
Eu não mateiJoana Darc...(2x)
Ontem eu nem a vi

Sei q'eu não tenho um álibi
Mas eu!
Eu não matei Joana Darc...(2x)
Não!Não fui eu!
Não, não, não!
Não fui eu!Não!Não fui eu!Não, não, não!
Ontem eu nem a vi

Sei q'eu não tenho um álibi
Mas eu!
Eu não matei Joana Darc...(2x)


















Um comentário:

  1. Baixar o Filme - Joana D'Arc - http://mcaf.ee/i9y6j

    ResponderExcluir