domingo, 10 de junho de 2012

Confira uma lista de exercícios sobre o Mercantilismo


Lista de exercícios sobre a expansão marítima e o mercantilismo
 
1. (UFMG 2011)  Leia este trecho:
Este fluxo de prata é despejado em um país protecionista, barricado de alfândegas. Nada sai ou entra em Espanha sem o consentimento de um governo desconfiado, tenaz em vigiar as entradas e as saídas de metais preciosos. Em princípio, a enorme fortuna americana vem, portanto, terminar num vaso fechado. Mas o fecho não é perfeito [...] Ou dir-se-ia tão comumente que os Reinos de Espanha são as “Índias dos outros Reinos Estrangeiros”.
 BRAUDEL, Fernand. O Mediterrâneo e o mundo mediterrânico à época de Felipe II. Lisboa: Martins Fontes, 1983-1984, v.1, p. 523-527.

a) Identifique a prática econômica a que se faz referência nesse texto.
b) Cite o principal objetivo dessa prática.
c) Mas o fecho não era perfeito [...] Ou dir-se-ia tão comumente que os Reinos de Espanha são as “Índias dos outros Reinos Estrangeiros”. Explique o sentido histórico dessa frase.

resposta:
a) Refere-se ao metalismo, prática adotada pelos países mercantilistas durante a Época Moderna.
b) O principal objetivo é o entesouramento, ou seja, o acúmulo de metais preciosos na nação, estes considerados como sinônimo de riqueza.
c) A frase destaca a imperfeição do sistema, na medida em que a Espanha não consegue reter os metais preciosos que explora de suas colônias americanas. Nesse sentido, assim como as colônias garantem a riqueza da Espanha, esta, ao precisar de produtos de nações europeias garante a riqueza desta nações.

2. (Unifesp 2010) Mercantilismo é o nome normalmente dado à política econômica de alguns Estados Modernos europeus, desenvolvida entre os séculos XV e XVIII.
Indique
a) duas características do Mercantilismo.
b) a relação entre o Mercantilismo e a colonização da América.

resposta:
a) O mercantilismo é definido como a política econômica do Estado Absolutista, caracterizado por metalismo, - na medida em que considera que são os metais preciossos que definem a riqueza da nação - intervencionismo, protecionismo estatais e Balança comercial favorável.
b) A América foi considerada como área fornecedora de riquezas. Os metais extraídos da América gerariam as riquezas das nações metropolitanas, assim como os genêros tropicais que podiam ser comercializados na Europa. Dessa forma, as metrópoles definiram o pacto colonial, caracterizado pelo monopólio, que garantia controle exclusivo sobre as áreas coloniais.

3. (Fuvest 2009) “Da armada dependem as colônias, das colônias depende o comércio, do comércio, a capacidade de um Estado manter exércitos numerosos, aumentar a sua população e tornar possíveis as mais gloriosas e úteis empresas.”
Essa afirmação do duque de Choiseul (1719-1785) expressa bem a natureza e o caráter do
a) liberalismo.
b) feudalismo.
c) mercantilismo.
d) escravismo.
e) corporativismo.

resposta:[C]
Características como o sistema colonial e o incentivo ao comércio fazem parte da Política Econômica Mercantilista, típica dos Governos Absolutistas, que monopolizam a força militar e se beneficiam do desenvolvimento comercial de suas nações.

4. (cftsc 2007) O historiador francês Fernand Braudel, referindo-se ao Mercantilismo, afirma que este "reagrupa comodamente uma série de atos de atitudes, de projetos, de idéias, de experiências que marcam, entre o século XV e o século XVIII, a primeira afirmação do Estado Moderno em relação aos problemas concretos que ele tinha que enfrentar." Assinale a alternativa que expressa CORRETAMENTE uma característica do Mercantilismo.
a) Pacto colonial, permitindo o pleno desenvolvimento interno e a liberdade político-administrativa da Colônia.
b) Não-intervencionismo estatal.
c) Incentivo à manutenção de uma balança comercial favorável, importando mais que exportando.
d) Intervenção do Estado, que se efetivou sob forma de protecionismo e de regulamentação da atividade econômica.
e) Monopólio concedido pelo Estado, que permitia a qualquer companhia de comércio, sem autorização da metrópole, vender seus produtos na Colônia.


resposta:[D]

5. (UFU 2006) Com o objetivo de aumentar o poder do Estado diante dos outros Estados, [o Mercantilismo] encorajava a exportação de mercadorias, ao mesmo tempo em que proibia exportações de ouro e prata e de moeda, na crença de que existia uma quantidade fixa de comércio e riqueza no Mundo.
ANDERSON, Perry. "Linhagens do Estado Absolutista", São Paulo Brasiliense, 1998. p. 35.

O trecho acima refere-se aos princípios básicos da doutrina mercantilista, que caracteriza a política econômica dos Estados modernos dos séculos XVI, XVII e XVIII. Com base nessa doutrina, marque a alternativa correta.
a) A doutrina mercantilista pregava que o Estado deveria se concentrar no fortalecimento das atividades produtivas manufatureiras, não se envolvendo em guerras e em disputas territoriais contra outros Estados.
b) Uma das características do mercantilismo é a competição entre os Estados por mercados consumidores, cada qual visando fortalecer as atividades de seus comerciantes, aumentando, conseqüentemente, a arrecadação de impostos.
c) Os teóricos do mercantilismo acreditavam na possibilidade de conquistar mercados por meio da livre concorrência, de modo que era essencial desenvolver produtos competitivos, tanto no que diz respeito ao preço como em relação à qualidade.
d) A conquista de áreas coloniais na América é a base de qualquer política mercantilista. Tanto que o ouro e a prata, de lá provenientes, possibilitaram ao Estado espanhol figurar como o mais poderoso da Europa após a Guerra dos Trinta Anos.


resposta:[B]


6. (UFMG 2006) Considerando-se o papel e a importância do Mercantilismo, é INCORRETO afirmar que
a) essa doutrina tinha como fundamento básico a convicção de que o Estado deveria interferir nos processos econômicos.
b) as políticas fundamentadas nessa doutrina abarcavam as relações entre os países da Europa Ocidental e, também, os laços entre estes e suas colônias.
c) o principal aspecto dessa doutrina era a adoção de ações planejadas para fomentar a industrialização da economia.
d) essa doutrina consistia num conjunto de pressupostos e crenças econômicas vigentes no período de formação e apogeu dos Estados modernos.


resposta:[C]


7. (cftce 2005) O Mercantilismo pode ser definido como:
a) o conjunto de práticas econômicas caracterizadas pelo monopólio comercial, pela balança comercial favorável e pela intervenção do Estado na economia
b) o conjunto de idéias preconizadas por Adam Smith que defendia a livre iniciativa econômica e a atuação do Estado Absolutista
c) a expressão teórica do Estado liberal, caracterizado pelo livre comércio
d) o conjunto de práticas econômicas que incluíam o estímulo à livre iniciativa e o combate ao trabalho escravo
e) o conjunto de medidas econômicas colocadas em prática durante o período denominado Feudalismo, caracterizado pelas obrigações servis e pela livre iniciativa


resposta:[A]

8. (UFRS) Leia a seguir um trecho do relatório elaborado pelo embaixador veneziano Giustiniani no período em que serviu na França. "Seu objetivo era tornar o país inteiro superior a qualquer outro em opulência, abundante em mercadorias, rico em manufaturas e fecundo em bens de todo tipo, não tendo necessidade de nada e dispensando todas as coisas dos outros Estados. Em conseqüência, ele nada negligencia a fim de aclimatar na França as melhores indústrias de cada país e impede por diversas medidas os outros Estados de introduzir seus produtos no reino [...]. Quanto mais ele se encanta em ver entrar o ouro dos outros no reino, tanto mais é zeloso e cuidadoso em impedir a sua saída, e, para isso, as ordens mais severas são dadas por todos os lugares [...]."
Citado em BERSTEIN, Serge. "Histoire". Paris: Hatier, 1990. p. 29.

Considerando os dados emanados do relatório e a época histórica, a política econômica a que o texto se refere é
a) o Feudalismo.
b) o Liberalismo.
c) o Capitalismo.
d) a Fisiocracia.
e) o Mercantilismo.


resposta:[E]

9. (cftce 2004) Durante a Idade Moderna, a Europa estruturou o chamado Estado Moderno que possuía basicamente três elementos fundamentais: o Absolutismo Monárquico, o Mercantilismo e o Colonialismo. Tais elementos mantinham estreitas e inseparáveis relações. A partir da condição acima citada, cite três características básicas do Mercantilismo.


resposta: 
Intervenção do Estado na economia, manutenção de balança comercial favorável, protecionismo alfandegário, metalismo, exploração econômica da colônias americanas.




10. (Unifesp) Nos reinados de Henrique VIII e de Elisabeth I, ao longo do século XVI, o Parlamento inglês "aprovava pilhas de estatutos , que controlavam muitos aspectos da vida econômica, da defesa nacional, níveis estáveis de salários e preços, padrões de qualidade dos produtos industriais, apoio aos indigentes e punição aos preguiçosos, e outros desejáveis objetivos sociais".
(Lawrence Stone, 1972.)

Essas "pilhas de estatutos", ou leis, revelam a
a) inferioridade da monarquia inglesa sobre as européias no que diz respeito à intervenção do Estado na economia.
b) continuidade existente entre as concepções medievais e as modernas com relação às políticas sociais.
c) prova de que o Parlamento inglês, já nessa época, havia conquistado sua condição de um poder independente.
d) especificidade da monarquia inglesa, a única a se preocupar com o bem-estar e o aumento da população.
e) característica comum às monarquias absolutistas e à qual os historiadores deram o nome de mercantilismo.


resposta:[E]


11. (UFV) Mercantilismo é um termo que foi criado pelos economistas alemães da segunda metade do século XIX para denominar o conjunto de práticas econômicas dos Estados europeus, nos séculos XVI e XVII. Das alternativas abaixo, assinale aquela que NÃO indica uma característica do mercantilismo.
a) Busca de uma balança comercial favorável, ou seja, a superação contábil das importações pelas exportações.
b) Intervencionismo do Estado nas práticas econômicas, através de políticas monopolistas e fiscais rígidas.
c) Crença em que a acumulação de metais preciosos era a principal forma de enriquecimento dos Estados.
d) Aplicação de capitais excedentes em outros países para aumentar a oferta de matérias-primas necessárias à industrialização.
e) Exploração de domínios localizados em outros continentes, com o objetivo de complementar a economia metropolitana.


resposta:[D]


12. (UFU) Na economia mercantilista, a riqueza era impulsionada por uma lógica muito diferente da que predominava na época do feudalismo. O Estado tinha papel fundamental, juntamente com a expansão das atividades da burguesia em busca de maiores lucros. A esse respeito assinale a alternativa INCORRETA.
a) A competição estabelecia um novo conceito de relações econômicas. A questão não era mais o justo preço, mas a ampliação do lucro, contrariando a Igreja. Os interesses dos reis e da burguesia coincidiam em muitos aspectos, entre os quais: a formação de uma burguesia e do exército, a luta para diminuir os poderes do clero e da nobreza e a agilização as atividades comerciais e transações financeiras.
b) Luís XIV - o Rei Sol - considerava-se o astro central, em torno do qual tudo deveria girar e de onde emanaria todo o poder. Entre suas medidas, procurou diminuir o poder da nobreza e aumentou a interferência do Estado na economia, incentivando a produção de manufaturas de artigos de luxo.
c) Em obediência a um dos princípios básicos do mercantilismo, a Espanha, apesar de destacar-se com a formação de um império colonial, aplicou suas riquezas no acúmulo de metais preciosos, o que provocou a sua dependência em relação à importação de manufaturas.
d) A Revolução Gloriosa na Inglaterra, vencida pelo partido conservador dos "tories" e ocorrida sem derramamento de sangue, instaurou o Estado Absolutista e pôs fim aos entraves feudais da economia, impulsionando o comércio com a expansão colonial e o confisco de terras da Igreja Anglicana.


resposta:[D]


13. (Uerj) Devemos sempre ter o cuidado de não comprar mais aos estrangeiros do que lhe vendemos.
(SMITH, Thomas, 1549 apud BRAUDEL, F. Os jogos das trocas. Lisboa: Cosmos, 1985.)

A afirmativa acima evidencia uma das principais características das práticas econômicas mercantilistas dos Estados absolutistas entre os séculos XV e XVIII.
a) Explique o significado de riqueza nacional na época do mercantilismo.
b) Justifique por que a idéia de balança de comércio favorável foi um fator que contribuiu para a colonização da América.


resposta:
a) A riqueza nacional estava fundamentada na acumulação de metais preciosos, o metalismo.
b) Pois eles compravam as matérias-primas das colõnias de exploração por um preço barato e vendiam mais caro para outros países.

14. (Fuvest 2004) O ouro e a prata que os reis incas tiveram em grande quantidade não eram avaliados [por eles] como tesouro porque, como se sabe, não vendiam nem compravam coisa alguma por prata nem por ouro, nem por eles pagavam os soldados, nem os gastavam com alguma necessidade que lhes aparecesse; tinham-nos como supérfluos, porque não eram de comer. Somente os estimavam por sua formosura e esplendor e para ornamento [das casas reais e ofícios religiosos]".
Garcilaso de la Vega, Comentários Reais, 1609.

Com base no texto, aponte:
a) As principais diferenças entre o conjunto das idéias expostas no texto e a visão dos conquistadores espanhóis sobre a importância dos metais preciosos na colonização.
b) Os princípios básicos do mercantilismo.

resposta:

a) Para os incas estruturados uma economia agrária e amonetária, os metais preciosos só tinham importância na confecção de adornos, já para os espanhóis estruturados na economia capitalista mercantilista e organizados num Estado Absolutista, a acumulação de metais preciosos representava a mais importante fonte de riqueza e poder, sobretudo do Estado.
b) Metalismo ou bulionismo (acumulação de metais preciosos), balança comercial favorável, protecionismo alfandegário, intervencionismo estatal na economia e exploração de colônias (sistema colonial) pelas potências econômicas européias (metrópoles).

15. (Fuvest 2000) Durante a Idade Moderna, pensava-se que todas as riquezas do mundo estavam
numa posição estática e constante, razão pela qual o comércio era tido como uma atividade em que
havia um ganhador e um perdedor, sendo o seu resultado equivalente a uma soma zero (+1-1=0).
Baseando-se nestes princípios, os Estados modernos atuaram no comércio internacional sob a
orientação de uma política econômica.
a) Que nome foi dado a esta política econômica?
b) Quais foram seus principais elementos constitutivos?

resposta:
a) Mercantilismo
b) Metalismo, balança comercial favorável, protecionismo monopólios estatais, intervencionismo do Estado na regulamentação da economia e exploração de colônias (Sistema Colonial).

16. (Fuvest) Uma das características do Mercantilismo, política econômica do capitalismo comercial, foi:
a) liberalismo econômico.
b) protecionismo estatal.
c) eliminação do metalismo.
d) oposição ao absolutismo.
e) restrição das exportações.



resposta:[B]

Um comentário: