quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Saiba mais sobre a rotinização do autoritarismo na Ditadura militar

Saiba mais sobre a Ditadura Militar brasileira (1964-1985)
A rotinização do autoritarismo  
Do Governo Castelo Branco ao Governo Médici (1964-1974)






Roteiro de estudo: A Ditadura Militar
A rotinização do autoritarismo
Do Governo Castelo Branco ao Governo Médici (1964-1974)

1. (Uel) "O movimento de 31 de março de 1964 tinha sido lançado aparentemente para livrar o país da corrupção e do comunismo e para restaurar a democracia, mas o novo regime começou a mudar as instituições do país através de decretos, chamados de Atos Institucionais (AI). Eles eram justificados como decorrência do exercício do Poder Constituinte, inerente a todas as revoluções ".
(FAUSTO, B. "História do Brasil". São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996. p. 465.)

Com base no texto, assinale a alternativa correta.
a) O AI-5 foi o instrumento que mais contribuiu para que o regime militar seguisse o curso de uma ditadura. A partir da sua instituição, vários atos de repressão passaram a fazer parte dos métodos utilizados pelo governo.
b) O Ato Institucional n¡. 1, instituído pelos comandantes do Exército, atingiu principalmente o patrimônio da Igreja Católica e promoveu o início da secularização da sociedade brasileira.
c) Logo após o golpe militar de 1964, as eleições para Presidente da República foram estabelecidas de forma democrática através de eleições diretas.
d) A principal orientação dos governos militares foi a aproximação com os Estados Unidos, afastando-se da tendência nacionalista que vinha sendo empreendida antes do golpe de 1964.
e) Os grupos de luta armada, de orientação socialista, nas conversas e encontros que tinham com os representantes do governo federal reivindicavam o direito à formação de partidos políticos de esquerda.


resposta:[A]

2. (Puc-rio) "Há soldados armados, amados ou não, Quase todos perdidos de armas na mão, Nos quartéis lhes ensinam antigas lições, De morrer pela pátria e viver sem razão. Nas escolas, nas ruas, campos, construções, Somos todos soldados, armados ou não, Caminhando e cantando e seguindo a canção, Somos todos iguais braços dados ou não, Vem, vamos embora que esperar não é saber, Quem sabe faz a hora não espera acontecer." Geraldo Vandré, "Pra não dizer que não falei de flores", 1968 A música de Geraldo Vandré é uma expressão, entre outras, do ambiente político brasileiro após o golpe militar de 1964.
a) Cite duas medidas dos governos militares que restringiram a participação política no período 1964-1968.
b) Apresente duas características que diferenciam o período inicial da ditadura militar (1964-1968) do período compreendido entre 1945 e 1964.


resposta:
a) Entre outras medidas, o candidato pode citar:
- A censura aos meios de comunicação;
- A cassação de mandatos parlamentares;
- A prisão de militantes políticos;
- O fechamento de associações políticas, corporativas e educacionais, como, por exemplo, o ISEB e a UNE;
- A extinção dos partidos políticos vigentes desde 1945.
 


b) Entre outras características, o candidato pode apresentar:
- Para o período entre 1945 e 1964 – pluripartidarismo, liberdade de imprensa e de associação;
- Para o período entre 1964 e 1968 – bipartidarismo,  censura aos meios de comunicação e restrições à organização de associações corporativas, políticas e estudantis.


3. (Ufsm) Após o Golpe Militar de 1964, formam-se diversos grupos de esquerda a favor da luta armada. Esses grupos, com o objetivo de "arrecadar fundos", realizam assaltos a vários bancos. Na foto, funcionários do BRADESCO fazem treinamento para enfrentar os roubos, com um instrutor do Exército, capitão Carlos Lamarca, que depois iria desertar (1969) a lutar na VPR (Vanguarda Popular Revolucionária). Sobre esse período, é possível afirmar:
I. O Golpe Militar interrompeu o crescimento de lutas populares, no campo e na cidade, que colocava em risco o projeto de associação do capital nacional ao capital estrangeiro. II. A onda guerrilheira dos anos 60 foi influenciada pela vitória da Revolução Cubana e também pelas experiências socialistas na União Soviética e China.
III. O Golpe Militar instaurou uma nova ordem política, na qual as liberdades democráticas foram restringidas, e favoreceu a concentração de renda e a modernização tecnológica em diversos setores do país.
IV. A luta armada dos anos 60 ganhou o apoio de operários e camponeses e levou a classe média e a burguesia a formarem milícias particulares.

Estão corretas
a) apenas I e II.
b) apenas I, III e IV.
c) apenas III e IV.
d) apenas I, II e III.
e) apenas II e IV.



resposta:[D]


4. (Ueg) O estabelecimento de regimes militares é um fenômeno freqüente na história política brasileira do século XX, tal como ocorreu entre 1930-1945 e entre 1964-1985. Acerca destes dois contextos, julgue a validade das proposições a seguir.
I. Em ambos, a Carta Constitucional foi reformulada, foram suspensas as eleições livres diretas e foram feitas intervenções nos governos estaduais.
II. Nos dois casos, o regime ditatorial foi implantado através de golpes militares, registrando momentos de endurecimento com suspensão dos direitos civis.
III. Nos dois casos, foi implantada uma política populista, permitindo a mobilização independente dos trabalhadores.

Assinale a alternativa CORRETA:
a) Apenas as proposições I e II são verdadeiras.
b) Apenas as proposições I e III são verdadeiras.
c) Apenas as proposições II e III são verdadeiras.
d) Todas as proposições são verdadeiras.


resposta:[A]

5. (Uel) Em 1964, houve uma ruptura institucional no Brasil com o golpe militar que implantou o regime autoritário por um período de mais de duas décadas. Com base nos conhecimentos referentes a este período histórico, assinale a afirmativa correta:
a) Foi uma fase de censura, de repressão política e de fortalecimento dos serviços secretos de informação.
b) Durante o regime militar, prevaleceu a estagnação econômica, com baixos índices de crescimento da economia.
c) Embora a sustentação do regime fosse militar, os presidentes eram civis.
d) Foi o período do desenvolvimento neoliberal, caracterizado pelo fim dos monopólios estatais.
e) Naquele período, o Legislativo foi fechado, ficando proibida qualquer organização partidária.


resposta:[A]

6. (FGV) No fundo, chegamos à conclusão de que fizemos a revolução contra nós mesmos. Essa lamentosa frase de Ademar de Barros sintetizava o ânimo de alguns conspiradores civis com os rumos do governo militar. Após duras críticas ao regime, Ademar chegou a exigir a renúncia do presidente Castelo Branco em um manifesto à nação. Em junho de 1966 teve seus direitos políticos cassados por dez anos. (Flávio Campos, "Oficina de História: história do Brasil") Carlos Lacerda, outro importante civil articulador do golpe de 1964, reagiu contra o regime por meio
a) da criação, no Rio de Janeiro, do Comitê pela Anistia, em 1968, com o apoio de militares e civis cassados pelo regime de exceção.
b) da defesa de eleições diretas para a presidência da República e governos estaduais e apoiou, em 1968, contraditoriamente, o AI-5.
c) de um mandado de segurança apresentado, em 1969, ao Supremo Tribunal Federal, reivindicando o afastamento de Costa e Silva.
d) de uma representação ao Congresso Nacional, exigindo a imediata reconsideração acerca do AI-2, que criou a ARENA e o MDB.
e) da organização da Frente Ampla, em 1967, que contou com a participação dos ex-presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart.


resposta:[E]

7. (Puc-rs) A organização da chamada Frente Ampla de Oposição (1966), por iniciativa de Carlos Lacerda, após o golpe de 1964, deveu-se ao fato de que, naquele contexto, o regime militar brasileiro
a) combatia com excessiva violência a oposição armada nos grandes centros urbanos.
b) implantava uma política econômica contrária aos interesses do empresariado industrial.
c) afastava do exercício direto do poder lideranças civis que haviam apoiado o golpe de Estado.
d) censurava de forma indiscriminada a produção artístico-cultural.
e) anulava direitos trabalhistas, como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.


resposta:[C]

8. (Ufrrj) Leia o texto a seguir e responda à questão.
Hoje você é quem manda
Falou tá falado
Não tem discussão
A minha gente hoje anda
Falando de lado
E olhando pro chão, viu
Você que inventou esse estado
Inventou de inventar
Toda a escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar
O perdão (...)
HOLANDA, Chico Buarque de. Apesar de você. In: Mary del Priore et al. "Documentos de História do Brasil: de Cabral aos anos 90." São Paulo: Scipione, 1997. p. 114-115. No Brasil, após o Golpe Militar de 1964, a vida brasileira modificou-se substancialmente em diversos setores.
a) Exponha o tratamento dispensado pelo regime militar à oposição com a edição do Ato Institucional n° 2 (27/10/1965).
b) Cite duas medidas econômicas dos governos militares específicas do período chamado "milagre econômico brasileiro" (1968/1973).


resposta:


a) Incompatibilidade de alguns setores civis com a ditadura militar que ficou nítida a partir da edição do Ato Institucional no (AI-2), ao dissolver os partidos políticos existentes e estabelecer a

eleição indireta para presidente da República. Além disso, permitiu ao poder Executivo cassar mandatos e decretar o estado de sítio sem prévia autorização do Congresso. Durante o governo Médici as manifestações públicas de oposição estudantil foram reprimidas pela polícia e o AI-5 silenciou os políticos de oposição, do MDB.


b) Combate à inflação; recessão generalizada; política de contenção salarial; ampliação da fatia do mercado ocupado pelas multinacionais e grandes organizações bancárias; crescimento econômico sob comando das indústrias automobilísticas e de eletrodomésticos; obtenção da tecnologia estrangeira a partir do endividamento externo; concentração de renda para criar um mercado consumidor daqueles produtos. 

9. (Ufrj 2004)
Fonte: Jornal do Brasil, 01.04.1964 "Revoltosos do Exército marcham de Minas Gerais para depor João Goulart. João Goulart não é mais o presidente do Brasil." Assim o Jornal do Brasil anunciava, em sua edição do dia 1.o de abril, o movimento de tropas que deflagrou o Golpe Militar de 1964. Com ele, iniciava-se a ditadura militar no Brasil. Nos anos seguintes, o país testemunhou uma série de acontecimentos que levaram ao endurecimento do regime. Explique duas medidas constantes do Ato Institucional número 5 que contribuíram para a consolidação da ditadura militar no Brasil a partir de1968.

resposta:


Fechar o Congresso Nacional, Assembleias e Câmaras Municipais;
   Decretar intervenções nos estados;
   Cassar mandatos;
   Decretar Estado de sítio;
   Suspender garantias constitucionais;
   Censura da imprensa;


10. (Uff 2004) "Do ponto de vista econômico, stricto sensu, o golpe de 1964 não correspondeu a nenhum marco no sentido da definição de um novo modelo de acumulação. Pelo contrário, seu papel foi apenas o de garantir a consolidação definitiva do modelo implantado nos anos 50, aprimorando-o. Uma vez "limpa a casa", em pleno auge da recessão econômica, a política econômica do novo governo obedeceu a dois imperativos:
a) recriar condições para financiar as inversões necessárias à retomada da expansão capitalista; e
b) fornecer as bases institucionais do processo de concentração oligopolista a qual, até o momento, vinha se dando caoticamente" MENDONÇA, Sonia Regina de. Estado e Economia no Brasil: Opções de Desenvolvimento. 3. ed., Rio de Janeiro, Graal, 2003. Com base no texto acima,
a) indique duas medidas de política econômica, praticadas pelo governo militar pós-64, responsáveis pela recriação das condições de financiamento da expansão capitalista no Brasil;
b) explique por que o golpe de 64 não representou mudança estrutural no modelo de desenvolvimento, vigente desde a segunda metade da década de 50.


resposta:


a) Entre as medidas solicitadas na questão, podemos apontar o arrocho salarial contra a classe trabalhadora e o endividamento externo do Estado para repassar divisas às empresas multinacionais, facilitando a remessa de seus lucros.

b) O governo militar manteve as características do modelo de desenvolvimento anterior implantado na gestão JK, se considerarmos que foram preservadas políticas como a de desenvolvimento econômico (ou capitalista) baseado na abertura da economia brasileira aos capitais estrangeiros (aplicados no setor industrial de bens de consumo duráveis), com o apoio do capital estatal (investido do setor produtivo de bens de capital) e do capital nacional (aplicado na indústria de bens de consumo correntes). Deve-se considerar ainda a continuidade levando-se em conta que todas as medidas adotadas pelo novo regime visaram a dois objetivos que eram preservar o endividamento externo do país de modo a repassar capitais para os investimentos privados, estrangeiros e nacionais, e  assegurar condições internas para o aumento do consumo dos bens produzidos pelas indústrias multinacionais instaladas no país, sobretudo a de automóveis e eletrodomésticos.  


11. (Uem) Leia o texto:
"Foi bonita a festa, pá fiquei contente e ainda guardo, renitente um velho cravo para mim mas certamente esquecerem uma semente nalgum canto do jardim (...) Canta a primavera, pá cá estou carente manda novamente algum cheirinho de alecrim."
(Tanto Mar, Chico Buarque de Hollanda)

Em abril de 1964, instalou-se no Brasil uma ditadura militar que permaneceu no poder vinte e um anos. Durante, pelo menos, parte desse período, a música popular brasileira viveu um período de grande criatividade. No trecho da música acima, o compositor Chico Buarque faz uma homenagem à Revolução dos Cravos, ocorrida em Portugal, e uma velada crítica à ditadura militar no Brasil. A respeito desses fatos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A política educacional do regime militar de 1964 combateu o analfabetismo pela ampliação da rede escolar do ensino fundamental, pela ampliação do ensino supletivo e da alfabetização de adultos através do Mobral.
02) Após o golpe militar de 1964, o Brasil adotou um modelo econômico que conduziu ao chamado "milagre econômico brasileiro".
04) A Revolução dos Cravos, em 1974, pôs fim à ditadura salazarista que dominava Portugal desde a década de trinta daquele século.
08) O teatro brasileiro da década de 1960 tinha um forte caráter político e alguns grupos teatrais levavam para os palcos as principais questões nacionais.
16) Embora houvesse uma ditadura no Brasil, os militares permitiam a liberdade de expressão, pois não houve, durante todo o período, qualquer mecanismo de censura às mais diferentes opiniões.


resposta:15




12. (Ufsm)

BRENER, J. Jornal do Século XX. São Paulo: Moderna, 1998, p. 229. A charge, uma crítica ao golpe militar no Brasil em 1964, pode ser interpretada da seguinte maneira:
a) As manifestações populares foram vitoriosas, e o governo militar não teve controle sobre os movimentos de massa.
b) As reivindicações eram representativas dos interesses dos grupos populares e dos setores industriais emergentes.
c) Os militares, através das organizações partidárias, tiveram controle sobre os movimentos dos trabalhadores.
d) Os militares, através de imposição repressiva, tiveram de enfrentar a organização de diversos grupos populares.
e) As reivindicações populares representavam os interesses do capital estrangeiro.





resposta:[D]

13. (FGV) "A vigência do Ato-5, os limites impostos à instituição parlamentar, a repressão política, a censura prévia e a ação privilegiada do Executivo evidenciam a predominância em relação ao Estado da sociedade política , da função coercitiva que potencializa toda uma rede de mecanismos de sujeição acionados em lugares estratégicos do corpo social, da fábrica ao aparelho escolar. Em nome do desenvolvimento e dos ideais do Ocidente promove-se a criminalização da atividade política"
(Heloísa B. de Hollanda e Marcos A. Gonçalves - "Cultura e participação nos anos 60", p. 93).

O texto descreve:
a) O processo de abertura política do regime militar.
b) O fortalecimento do coronelismo após o golpe de 1964.
c) A implementação da censura durante o regime populista.
d) O endurecimento do regime militar a partir de 1968.
e) A adoção do regime parlamentarista entre 1961-1963.


resposta:[D]


14. (Ufpi) Leia, com atenção, o depoimento do General Bandeira a respeito da participação dos militares na política brasileira: "No movimento de 64, a ideologia política foi puramente a de preservar o regime democrático. Essa foi a grande mola que conduziu o movimento". (D Araújo, Maria Celina et al. "Visões do Golpe: a memória militar sobre 1964". Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994, p. 225.)

Considerando a tendência interpretativa da História, na atualidade, é correto afirmar que:
a) a real compreensão da situação política nacional fundamenta-se na objetividade do conhecimento histórico, isento de intencionalidade política.
b) a interpretação do referido militar é inaceitável, pois no estudo da História torna-se imprescindível um maior distanciamento cronológico entre o depoente e a realidade estudada.
c) a renovação metodológica, decorrente da valorização da História oral no Brasil, propiciou um novo entendimento a respeito da visão democrática dos militares.
d) a marca da objetividade, nos estudos históricos, comprova a validade da opinião apresentada, evitando uma versão partidária da História.
e) o testemunho apresentado, mesmo considerando a realidade política brasileira, vivida a partir de 1964, comprova a presença da subjetividade na interpretação histórica.


resposta:[E]

15. (Fuvest) O Ato Institucional n.o 2, baixado em outubro de 1965 pelo regime militar brasileiro, extinguiu os partidos políticos então existentes, abrindo caminho para a instituição do bipartidarismo. Aponte as características básicas do bipartidarismo e suas principais conseqüências.


resposta:

Foram criados dois novos partidos políticos: um governista - A Arena (Aliança Renovadora Nacional), que reunia os filiados dos extindos UDN, PSD e outros partidos de viés mais conservador - e outro da oposição consentida - o MDB (Movimento Democrático Brasileiro), composto por filiados do ex-PTB, a ala esquerda do extindo PSD, membros do Partido Socialista e do Partido Comunista.

16. (FGV) A respeito do quadro partidário brasileiro, é CORRETO afirmar:
a) Ao final de 1965, os partidos políticos existentes foram extintos pelo regime militar e, no ano seguinte, foi estabelecido o bipartidarismo com a formação da Arena e do MDB.
b) PCB, PC do B, PSB e PDT foram legalizados em 1985, durante o governo de José Sarney.
c) Em 1980, a formação do PDS, PMDB, PSDB, PT e PTB marcou o retorno do pluripartidarismo.
d) O processo de fusão entre o PT e o PDT foi proibido pela legislação eleitoral da Ditadura Militar, receosa da criação de uma forte agremiação de esquerda.
e) Com a implementação do pluripartidarismo, estabeleceu-se também a fidelidade partidária, o voto distrital e o financiamento público das campanhas partidárias.





resposta:[A]

17. (Fuvest 2012) No início de 1969, a situação política se modifica. A repressão endurece e leva à retração do movimento de massas. As primeiras greves, de Osasco e Contagem, têm seus dirigentes perseguidos e são suspensas. O movimento estudantil reflui. A oposição liberal está amordaçada pela censura à imprensa e pela cassação de mandatos.

Apolônio de Carvalho. Vale a pena sonhar. Rio de Janeiro: Rocco, 1997, p. 202.

O testemunho, dado por um participante da resistência à ditadura militar brasileira, sintetiza o panorama político dos últimos anos da década de 1960, marcados
a) pela adesão total dos grupos oposicionistas à luta armada e pela subordinação dos sindicatos e centrais operárias aos partidos de extrema esquerda.
b) pelo bipartidarismo implantado por meio do Ato Institucional nº 2, que eliminou toda forma de oposição institucional ao regime militar.
c) pela desmobilização do movimento estudantil, que foi bastante combativo nos anos imediatamente posteriores ao golpe de 64, mas depois passou a defender o regime.
d) pelo apoio da maioria das organizações da sociedade civil ao governo militar, empenhadas em combater a subversão e afastar, do Brasil, o perigo comunista.
e) pela decretação do Ato Institucional nº 5, que limitou drasticamente a liberdade de expressão e instituiu medidas que ampliaram a repressão aos opositores do regime.




resposta:[E]
Com a decretação do Ato Institucional nº 5, os instrumentos de repressão da ditadura militar foram sistematicamente utilizados. A ampliação da censura, suspensão do “habeas corpus” para crimes de natureza política e cassações de direitos políticos atingiram os diversos setores da oposição e contribuíram para a desmobilização dos movimentos sociais.


18. (Ueg)
A Copa do Mundo de Futebol, para o Brasil, tem significados que transcendem o aspecto esportivo, uma vez que é um dos principais símbolos da identidade nacional. Por isso, a apropriação política deste evento pelos sucessivos governos é bastante freqüente. Em relação à conquista do tricampeonato mundial de futebol em 1970, é CORRETO afirmar:
a) Foi utilizada como propaganda ideológica pelo regime militar, reforçada com slogans ufanistas, tais como "Ninguém segura este país" e "Brasil, ame-o ou deixe-o".
b) Transformou a mentalidade brasileira em relação aos problemas raciais, pois mostrou o valor dos atletas negros, estimulando políticas públicas de inclusão social.
c) Foi utilizada pelo regime militar como um meio de desviar as atenções para a forte estagnação econômica ocorrida no Brasil nesse período.
d) Estimulou os movimentos populares a contestarem o regime militar, através das constantes declarações dos jogadores da Seleção à imprensa internacional, denunciando as arbitrariedades do regime.




resposta:[A]

19. (Ufrs) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações a seguir, referentes ao período do Regime Militar brasileiro.
( ) Diferentemente de outras ditaduras de Segurança Nacional do Cone Sul, no Brasil não ocorreram casos de desaparecimento de pessoas.
( ) Após vinte anos de regime militar, constatouse a existência de maior concentração de renda, maior desigualdade social e considerável crescimento do endividamento externo. ( ) A tortura foi um instrumento da política repressiva, estando presente nos "porões" da ditadura.
( ) O favorecimento às empresas multinacionais inviabilizou o desenvolvimento de setores estatais considerados estratégicos, como a indústria armamentista e o setor petrolífero.
( ) "Brasil grande potência", "Ninguém segura este país", "Prá frente Brasil" e "Brasil, ame-o ou deixe-o" foram exemplos de manifestações ufanistas da propaganda oficial do regime.

A seqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
a) F - V - V - F - V.
b) V -V - F - V - V.
c) F - V - V - V - F.
d) V - F -V - F - V.
e) F - F - F - V - F.





resposta:[A]

20. (Unesp) "O ano de 1967 surpreendeu a todos com o sucesso nacional de uma peça de teatro. A intenção do autor não era menos de esquerda que a do Teatro de Arena. Mas os seus textos, não mais do que duas ou três personagens, atribuíam ao social apenas a função de pano de fundo, concentrando-se nos conflitos interindividuais, forçosamente psicológicos. Além disso, a estranha humanidade que habitava seus dramas, composta de prostitutas de terceira categoria, desocupados, cáftens, garçons homossexuais, não constituía propriamente o povo ou o proletariado, nas formas dramáticas imaginadas até então." (Décio de Almeida Prado - Teatro: 1930-1980 (ENSAIO DE INTERPRETAÇÃO), in HISTÓRIA GERAL DA CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA III - O BRASIL REPUBLICANO - ECONOMIA E SOCIEDADE - 1930-1964. Texto adaptado). Identifique, a partir dos subsídios do texto, o autor e respectiva peça teatral:
a) Nelson Rodrigues - BONITINHA MAS ORDINÁRIA.
b) Dias Gomes - O PAGADOR DE PROMESSAS.
c) Plínio Marcos - NAVALHA NA CARNE.
d) Gianfrancesco Guarnieri - ELES NÃO USAM BLACK-TIE.
e) Glauber Rocha - TERRA EM TRANSE.




resposta:[C]

21. (Udesc) Na década de 60, um grupo teatral paulistano se destacou por produções não tradicionais apresentadas em um espaço cênico diferenciado do edifício teatral "à italiana" (que tem como modelos em Santa Catarina, por exemplo, o TAC e o teatro CIC). Esse grupo, chamado Arena, aproximou o palco da platéia, encenando textos como "Eles não usam black tie" e "Marido Magro, Mulher Chata", além de criações coletiva importantes para a vida teatral recente do país.
a) Que dois grandes autores brasileiros contemporâneos encenaram o Arena e qual o cunho ideológico de seus textos, responsável pela ruptura dessa nova dramaturgia com a praticada até então?
b) Duas criações coletivas do grupo contam as estórias de dois mitos da história do Brasil. Qual o título das peças quem são esses personagens históricos?


resposta:




 a) Gianfrancesco Guarnieri, Augusto Boal - crítica popular.
b) Arena conta Zumbi, Arena conta Tiradentes.


22. (Ufmg) O Cinema Novo e o movimento de renovação teatral liderado pelo Teatro de Arena e pelo Grupo Oficina foram expressões artísticas, com objetivos e características comuns, afinadas com o contexto brasileiro das décadas de 50 e 60 do século passado. Entre as características desses movimentos culturais, NÃO se inclui a
a) vinculação a grandes estúdios cinematográficos e a companhias teatrais já estabelecidas.
b) concepção da obra de arte como meio de conscientização política, influenciada por tendências de esquerda.
c) crítica à realidade brasileira, aos seus problemas e contradições, com forte conteúdo social.
d) realização de produções de custos reduzidos, caracterizadas pelo uso de novas linguagens e inovações cênicas.


resposta:[A]


23. (Ufscar) Uma peça de grande importância para o teatro brasileiro é "Eles não usam black-tie", escrita por Gianfrancesco Guarnieri em 1955, e montada pela primeira vez em 1958 pelo Teatro de Arena de São Paulo. É correto afirmar que a importância da peça deve-se ao fato de
a) inaugurar o Teatro de Arena como espaço de mobilização contra o poder instituído.
b) salientar o papel da burguesia urbana no desenvolvimento econômico nacional.
c) ter ressaltado uma dramaturgia de cunho social, que punha em cena a classe operária.
d) mostrar a decadência da aristocracia rural diante do desenvolvimento social nas cidades.
e) incorporar uma estética norte-americana na dramaturgia do teatro brasileiro.


resposta:[C]

24. (Cftce) A década de 1960 é reconhecida pela efervescência cultural politizada e engajada. A única expressão artística, que NÃO pertence a este contexto, está indicada na opção:
a) "O Cangaceiro", longa-metragem produzido pela Companhia Vera Cruz.
b) "Eles não Usam Black-tie", peça de Gianfrancesco Guarnieiri, montado pelo CPC do Rio de Janeiro.
c) O filme de Glauber Rocha, principal expoente do movimento do Cinema Novo, "Deus e o Diabo na Terra do Sol".
d) As peças encenadas e produzidas pelos grupos "Teatro de Arena" e "Teatro Oficina", de São Paulo, e "Teatro Popular do Nordeste", de Recife.
e) O movimento "Tropicália", surgido no III Festival de Música Popular Brasileira, da TV Record de São Paulo.


resposta:[A]

25. (Ufba) A crítica subjacente na charge a seguir remete às seguintes conjunturas históricas:

(01) Legislação autoritária e imprensa amordaçada compuseram a conjuntura política do Brasil tricampeão, enquanto a luta pela cidadania ganha espaço no Brasil tetracampeão.
(02) Crescimento econômico e reajuste salarial demonstram que, tanto no Brasil tricampeão quanto no tetracampeão, a renda nacional é equitativamente distribuída.
(04) Elevados níveis de pobreza, no Brasil do tricampeonato, persistem no Brasil do tetracampeonato, provocando a multiplicação das "doenças da miséria", como a malária e a cólera.
(08) Repressão armada e tortura de presos políticos marcaram o Brasil tricampeão, enquanto crises de governabilidade e escândalos políticos estão presentes no Brasil tetracampeão.
(16) Soluções emergenciais, algumas de caráter assistencial, como a Campanha contra a Fome, procuram, no Brasil tetracampeão, combater a situação de "apartheid" social, já grave no Brasil tricampeão.
(32) Pluripartidarismo e eleições diretas para preenchimento de todos os cargos eletivos caracterizam tanto o Brasil do tricampeonato quanto o Brasil do tetracampeonato. Soma ( )

resposta:01 + 04 + 08 + 16 = 29


26. (Unesp) Frases como "Ninguém segura este País", "Ame-o ou deixe-o", "O Brasil é feito por nós", veiculadas através de cartazes, adesivos e documentários de televisão e cinema e o uso político da marchinha "Prá frente, Brasil", que marcou a conquista do tricampeonato mundial de futebol pelo Brasil, expressam:
a) euforia nacional pelas conquistas democráticas, asseguradas pela Constituição de 1967.
b) incentivo à abertura política democrática, que levou à anistia de presos e exilados políticos.
c) comemoração nacionalista pela vitória dos países Aliados na Segunda Guerra Mundial.
d) campanha de integração nacional da ditadura militar, no chamado "milagre econômico".
e) mobilização dos meios de comunicação, para comemorar a inauguração de Brasília.




resposta:[D]

27. (ENEM) Os textos a seguir foram extraídos de duas crônicas publicadas no ano em que a seleção brasileira conquistou o tricampeonato mundial de futebol.
O General Médici falou em consistência moral. Sem isso, talvez a vitória nos escapasse, pois a disciplina consciente, livremente aceita, é vital na preparação espartana para o rude teste do campeonato. Os brasileiros portaram-se não apenas como técnicos ou profissionais, mas como brasileiros, como cidadãos deste grande país, cônscios de seu papel de representantes de seu povo. Foi a própria afirmação do valor do homem brasileiro, como salientou bem o presidente da República. Que o chefe do governo aproveite essa pausa, esse minuto de euforia e de efusão patriótica, para meditar sobre a situação do país. (...)
A realidade do Brasil é a explosão patriótica do povo ante a vitória na Copa. Danton Jobim. "Última Hora", 23/6/1970 (com adaptações).

O que explodiu mesmo foi a alma, foi a paixão do povo: uma explosão incomparável de alegria, de entusiasmo, de orgulho. (...) Debruçado em minha varanda de Ipanema, [um velho amigo] perguntava: - Será que algum terrorista se aproveitou do delírio coletivo para adiantar um plano seu qualquer, agindo com frieza e precisão? Será que, de outro lado, algum carrasco policial teve ânimo para voltar a torturar sua vítima logo que o alemão apitou o fim do jogo?
Rubem Braga. "Última Hora", 25/6/1970 (com adaptações).

Avalie as seguintes afirmações a respeito dos dois textos e do período histórico em que foram escritos.
I. Para os dois autores, a conquista do tricampeonato mundial de futebol provocou uma explosão de alegria popular.
II. Os dois textos salientam o momento político que o país atravessava ao mesmo tempo em que conquistava o tricampeonato.
III. À época da conquista do tricampeonato mundial de futebol, o Brasil vivia sob regime militar, que, embora politicamente autoritário, não chegou a fazer uso de métodos violentos contra seus opositores.

É correto apenas o que se afirma em
a) I.
b) II.
c) III.
d) I e II.
e) II e III.


resposta:[D]

28. (Puccamp) Observe atentamente os dois cartuns de Ziraldo.
O cartunista ironiza alguns aspectos da política governamental do período da ditadura militar no Brasil. Observando os seus detalhes, pode-se afirmar que os cartuns revelam
a) as contradições da política governamental que, apesar da repressão à liberdade de manifestação e expressão, se baseava nos princípios de igualdade social, promovendo a distribuição eqüitativa da renda.
b) a intolerância do governo em relação à oposição e a utilização da conquista do tricampeonato para encobrir as desigualdades sociais, oriundas do modelo econômico adotado.
c) que a "repartição do bolo", apregoada pelos idealizadores do modelo econômico do regime, foi concretizada, motivo pelo qual os brasileiros saíram às ruas para grifar frases como "Brasil: ame-o ou deixe-o".
d) que os brasileiros comemoraram com ardor o tricampeonato mundial de futebol, num clima de fraternidade, onde até mesmo os setores oposicionistas saudaram o esforço do governo para alcançar essa vitória.
e) que o governo respeitou as diferenças ideológicas que existiam no interior da sociedade brasileira, o que garantiu a execução das medidas econômicas de promoção da igualdade econômica.




resposta:[B]

29. (Puc-rio) O tricampeonato da seleção brasileira na Copa de 1970, no México, foi bastante comemorado pelo governo da época. Identifique a natureza do regime político brasileiro naquele momento e explique de que forma a vitória na Copa foi utilizada na propaganda de suas realizações.


resposta:
O governo Médici foi favoravelmente influenciado pela conquista do tricampeonato da Copa do Mundo de Futebol pela seleção brasileira em 1970. A marchinha "Prá Frente Brasil" era insistentemente tocada nas emissoras de rádio e de televisão, associando os feitos da seleção aos resultados positivos da economia no governo do general Médici. 


30. (Uerj) Na Copa do Mundo de 1958, o povo cantou a vitória brasileira com: "A taça do mundo é nossa! Com brasileiro, não há quem possa! Eeeta, esquadrão de ouro (...), é bom no samba, é bom no couro (...)" Em 1970, cantou-se: "Noventa milhões em ação Pra frente Brasil, do meu coração Todos juntos vamos Pra frente Brasil, salve a seleção De repente é aquela corrente pra frente (...)" Essas duas formas de celebrar a vitória brasileira estão relacionadas, em 1958 e em 1970, respectivamente, aos contextos de:
a) alienação frente aos valores nacionais - investimentos do governo no setor esportivo
b) ênfase na capacidade criativa do brasileiro - tentativa de legitimação do governo militar
c) reconhecimento do subdesenvolvimento nacional - exaltação à arrancada para o desenvolvimento
d) mobilização após a vitória aliada na Segunda Guerra Mundial - campanha popular pela superação da pobreza


resposta:[B]



31. (Puc-rio) A música, como produção cultural de ampla circulação entre diversos segmentos sociais, é muitas vezes apropriada por dirigentes governamentais como instrumento de divulgação de valores e idéias do regime vigente. As alternativas abaixo reproduzem trechos de músicas brasileiras.
Assinale a alternativa que NÃO apresenta idéias valorizadas e apropriadas pela propaganda e pela censura política do Governo Médici (1969-1974):

a) "90 milhões em ação, prá frente Brasil do meu coração...".
b) "Eu te amo, meu Brasil, eu te amo. Meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil... Ninguém segura a juventude do Brasil".
c) "Este é um país que vai prá frente... De uma gente alegre e tão contente..."
d) "Apesar de você, amanhã há de ser outro dia..."
e) "Moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza."


resposta:[D]

 (Uerj) Utilizando os trechos das composições de Chico Buarque e outros parceiros, que dizem muito sobre o período da ditadura militar no Brasil, responda às questões  de números 63 a 66.

32. (Uerj) Os trechos que melhor explicitam uma voz de determinação de luta contra a ditadura militar no Brasil e uma motivação para esta luta são, respectivamente, os de número:
(A) II e V
(B) III e I
(C) V e  II
(D) VI e IV



 resposta:[B]

33. (Uerj) Sobre o chamado Milagre Brasileiro (1967-1973), uma característica salientada pelo compositor no trecho V é a ausência de uma ampla política de:
(A) redução da inflação
(B) fomento às exportações
(C) distribuição da riqueza
(D) liberalização crescente de crédito 


resposta:[C]

34. (Uerj) O crescente antagonismo entre o regime e parcelas expressivas de estudantes, intelectuais e trabalhadores descontentes gerou medidas governamentais enérgicas e autoritárias.
A mais significativa dessas medidas, empreendida pelo governo Costa e Silva, e a canção com a crítica mais direta ao silêncio que foi imposto naquele momento, estão indicadas em:
(A) edição do Ato Institucional nº 5 - Cálice
(B) formação da Junta Militar - Meu caro amigo
(C) criação do Ministério da Economia - Milagre brasileiro
(D) decretação do Ato Institucional nº 2 - Apesar de você


resposta:[A]


35. (Uerj) Na canção Meu caro amigo, o compositor  faz uma ironia que poderia ser motivada não somente pelo desencanto com o regime militar, mas também pela situação econômica do país.
Essa situação econômica desfavorável é manifestada pelo:
(A) avanço das empresas estatais desencadeando a formação dos sindicatos
(B) crescimento econômico mantendo parte da população à margem do mercado consumidor
(C) arrocho salarial desestimulando o crescimento dos setores mais dinâmicos da economia
(D) esgotamento do milagre econômico  provocando a adoção de medidas contra o desemprego


resposta:[B]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário