sábado, 28 de agosto de 2010

Segundo Ano - CNDL
Colégio Notre Dame de Lourdes
Terceiro Bimestre
Coleção Pitágoras
Caderno 2
Unidade - A Era Vargas
Capítulo 1 - A construção de um Brasil novo

Assista ao video a seguir onde o professor Ricardo Carvalho apresenta as repercussões da dita revolução de 1930 e as principais características da chamada Era Vargas (1930-1945)




Confira o video abaixo os reflexos da chamada Revolução de 1930 no Brasil




Assista agora a segunda parte do video com as transformações políticas, econômicas e sociais implantadas ao longo da Era Vargas



Nesta teleaula você vai estudar um pouco mais a Revolução de 30. Verá quais foram as forças políticas e econômicas que saíram vitoriosas e conhecerá as principais transformações que essa revolução provocou no país. Além disso, entenderá como Getúlio Vargas conseguiu ficar no poder durante 15 anos seguidos.
Este capítulo trata das diretrizes econômicas, do governo provisório e do constitucional de Vargas, além do golpe de 10 de novembro de 1930, portanto se fará uma abordagem do contexto histórico situado entre 1930 e 1937. O ponto principal a ser exposto é a definição do que foi a Era Vargas: uma mudança na ordem política, econômica e social do Brasil. Essas questões estão bem definidas no texto do capítulo. É possível que se tenha alguma dificuldade ao estudar a questão das políticas econômicas - o processo de alteração do padrão de acumulação capitalista no Brasil - que é um assunto mais árido. Para tanto necessita-se de um reforço nas ideias trabalhadas no capítulo, tais como a construção dos conceitos, com exemplos que materializarem o processo estudado, comparações com outros momentos da história do Brasil.
Há que se trabalhar com a construção de alguns conceitos importantes para o desenvolvimento desse capítulo, tais como os de capitalismo liberal, mercado autoregulado, Estado interventor, substituição de importações, corporativismo. São conceitos decisivos para se entender a mudança na acumulação capitalista no Brasil.
No exame do governo provisório, ênfase especial deve ser conferida ao Código Eleitoral que estabelecia o voto universal, secreto e facultativo, inclusive às mulheres. Também deve ser abordada a Revolução Constitucionalista de 1932, para o que foi escolhido um manifesto em que se explicam as razões de os paulistas enfrentarem o governo central.
Pelo menos dois contextos internacionais devem ser abordados: a crise de 1929 e o período entre-guerras com a ascensão do nazi-fascismo, que influenciou decisivamente a criação da Ação Integralista Brasileira. A atuação do Partido Comunista - a partir de uma política de internacionalização do socialismo - ajuda a explicar a criação da Aliança Nacional Libertadora e sua atuação no Brasil, nos anos 1930. Sobre a ANL foi escolhido um texto que mostra a sua vinculação com o Partido Comunista. Como se sabe a ANL era formada por setores variados, mas novas pesquisas enfatizam a sua forte vinculação como o PCB. O levante dos aliancistas foi motivo para que Vargas instalasse o estado de sítio e um ótima desculpa para o golpe de 1937 como mostra o trecho do documento escolhido para a análise dos alunos.

3 comentários:

  1. A Era Vargas é um período importantíssimo da História do Brasil.

    ResponderExcluir
  2. O Professor Ricardo Carvalho fez um ótima síntese da Era Vargas.

    ResponderExcluir