quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Estrela Nua
Drama, mistério e suspense




Ângela, uma atriz famosa e em crise existencial, causada pela superexposição de sua imagem, joga seu carro contra uma árvore e morre sem concluir as dublagens de seu último filme.
Ela é, então substituída por Glorinha, uma tímida atriz em começo de carreira que sequer desconfia que há muito mais coisas ligando sua vida à de Ângela.
Aos poucos, ela vai se identificando com a morta, reproduzindo inclusive os seus casos amorosos, e acaba entrando numa crise suicida.


Gloria (Carla Camurati) está desempregada e deseja muito se tornar atiz. Ela finalmente encontra trabalho em um estúdio. Quando a atriz principal do filme, Angela (Cristina Aché), morre em um grave acidente automobilítico, Gloria é chamada para fazer a dublagem, pois sua voz é muito parecida com a voz da atriz falecida. Tão logo se iniciam os trabalhos no filme, Gloria começa pouco a pouco a assumir a personalidade de Angela. Gloria é uma doce garota tímida. As características de Angela são decisivas e diretas e ela também é mulher manipuladora e com uma vida sexual desinibida. Os papéis são trocados - Angela e as características de sua vida parecem se misturar com o mesmo destino. Possessão? Gloria é lentamente possuída por Angela. Esta possessão cresce e se fortalece cada vez mais. Gloria vê Angela em seus sonhos e começa a viver Angela ou com as características da vida de Angela - seu espelho às vezes reflete o rosto de Angela em sua própria face. Caos e ambiguidade se seguem. As coisas parecem caminhar para um desastre. A dança macabra é está pra começar novamente. É isso que aparenta. Uma estória promissora! "A Estrela Nua" ofereça muitos simbolos e sinais (um espelho quebrado, alho, luz de velas), mas infelismente essse sinais não levam à nenhm lugar. Sem sentido real, em minha opinião - apenas símbolos, porque eles não são baseados em nada. Gloria era uma garota normal sem aparentes problemas de relacionamento (e o filme não mostra nenhum problema crescendo dentro dela) e de repente do nada ela se torna possuída! "A Estrela Nua" (como muitos outros filmes brasileiros, a exemplo de "Cidade Baixa" e "Amarelo Manga") carece de profundidade. Os filmes brasileiros, geralmente, são bons em retratar situações realisticas e conflitos simples surgidos a partir delas. Mas quando eles tentam retratar sentimentos profundos eles acabam naufragando.

Vamos comparar "A Estrela Nua" com "Repulsão" de Polanski. Em "Repulsão", Polanski descreve a lenta caminhada (Catherine Deneuve). Nós vemos que aquela Carole é uma garota muito tímida, mas no começo, sinais delicados são dados apontando para os disturbios mentais: seu excessivo desgosto em ser tocada, sua mania por limpeza etc... Ela começa a cair em um caos e eventualmente é possuída por completo pelo medo e pelo ódio que habita em seu ser por longo tempo. Chega-se ao clímax com uma explosão de loucura e assassinato.
O filme tem um jeito mais profundo e mais humano que os típicos filmes hollywoodianos. Então se você não espera muito, você se deiletará com "A Estrela Nua" com sua estória interessante e belas atrizes.
Baseado numa obra da escritora Clarisse Lispector, "A Estrela Nua" é um bom filme nacional. Realizado por José Antônio Fernández García e Ícaro Martins, o filme narra a história de duas mulheres em um mundo onde o sexo, a loucura, o delírio e o desejo se confundem no limite entre a ficção e a realidade.
O trabalho de direção é razoavelmente bom, bem como a trilha sonora assinada por Arrigo Barnabé. No elenco, os destaques ficam por conta das atuações de Carla Camurati e Cristina Aché.
Embora o roteiro pudesse ter sido melhor estruturado, "A Estrela Nua" é um filme que merece ser visto.


Duas mulheres em um mundo onde o sexo, a loucura, o delírio e o desejo se confundem no limite entre a ficção e a realidade! Angela, uma atriz famosa e em crise existencial causada pela superexposição de sua imagem, joga o carro contra uma árvore e morre sem concluir as dublagens de seu último filme. Ela será substituida por Glória, uma tímida atriz em começo de carreira que sequer desconfia que há muito mais ligando sua vida com a de Angela. Mais do que ela jamais imaginou...


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário